quarta-feira, dezembro 8

. 


“(…)
 So keep breathing
     Cause I'm not leaving you anymore
Believe and hold on to me and, never let me go
Keep breathing
Cause I'm not leaving you anymore
Believe it Hold on to me and, never let me go
(Keep breathing) Hold on to me and, never let me go
(Keep breathing) Hold on to me and, never let me go “

Tenho saudades de te ouvir dizer o meu nome. Saudades de poder falar contigo sem preocupações nem medo. Saudade de desabafar contigo, sabendo que nunca me iria arrepender e também por me conseguires sempre aliviar; aprendi (contigo) que aconteça o que acontecer, há sempre uma maneira de haver uma reviravolta fazendo com que tudo melhore, que nunca nada está perdido. Saudades de (…). Saudades de tudo; todos os momentos, todas as palavras, todos os gestos, de ti e de nós.
Agora apenas tenho recordações, o passado… O passado que faz inveja ao presente, que com apenas um sopro o faria cair.

Não sei o que ainda poderá acontecer, mas aconteça o que acontecer, nunca esqueças.
Obrigada por sempre teres sido (sempre seres) quem eu pensava (penso) que eras (és).